Missão de anunciar a Boa Notícia aos povos, mesmo diante das dificuldades

Por
11 de janeiro de 2018

Em entrevista à rádio 9 de Julho, os presidentes dos Regionais Leste 1 (Rio de Janeiro) e Leste 2 (Espírito Santo e Minas Gerais) da CNBB falaram dos inúmeros desafios que as dioceses devem enfrentar neste ano.

O Cardeal Orani João Tempesta, Presidente do Regional Leste 1 e Arcebispo do Rio de Janeiro, ressaltou a necessidade de a Igreja ser luz em um contexto de notícias negativas publicadas pelos meios de comunicação. Para ele, o mesmo Deus que sofre junto ao povo é aquele que não desanima em continuar a fazer o bem.

O Regional Leste 1 possui 11 dioceses, e, segundo Dom Orani, a presença do povo neste espaço marcado tantas vezes pela violência é o maior sinal de esperança de dias melhores. “A presença muito próxima das pessoas e, ao mesmo tempo, as pessoas que aqui caminham, sabem que temos que denunciar o pecado, os erros, mas, ao mesmo tempo, anunciar uma boa notícia”.

Dom Paulo Mendes Peixoto, Presidente do Regional Leste 2 e Arcebispo de Uberaba, em Minas Gerais,  deseja que 2018 seja um ano fértil, tendo em vista as eleições no mês de outubro e a reponsabilidade de todos para um Brasil melhor.

O Arcebispo de Uberaba considera que a iniciação à vida cristã em seu processo catecumenal tem sido o ponto desafiador das 31 dioceses que compõe o Regional. “Eu diria que o grande desafio é justamente fazer com que este ideal de uma nova catequese mais envolvente, mais bíblica, mais celebrativa, mais comunitária consiga atingir todas as dioceses”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

Dom Mário Antonio fala sobre desafios pastorais na Amazônia

Quais os maiores desafios em 2018 para as dioceses do sul do Brasil?

Comente

Páginas

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.